Presidente da CAA-PR enumera ações realizadas em 2020 e projetos para o próximo ano

O presidente da Caixa de Assistência dos Advogados do Paraná (CAA-PR), Fabiano Baracat, apresentou as ações realizada em 2020 e projetos para 2021 em prol da advocacia. Ele falou sobre os projetos de saúde, culturais e as iniciativas da CAA-PR que auxiliam os advogados e advogadas no exercício da profissão.

Inicialmente, Baracat comunicou que as vacinas de gripe para o próximo ano já estão compradas e que a CAA-PR já está se organizando junto à Vigilância Sanitária e à Secretária de Saúde para fazer as aplicações de acordo com as normas vigentes.

Assessoria contábil

A Caixa também renovou o contrato da assessoria contábil gratuita, por meio da qual todos os advogados podem, por telefone ou WhatsApp, tirar dúvidas sobre abertura de escritório, tributação, gerenciamento, entre outros assuntos. O serviço tem sido muito utilizado por profissionais iniciantes, que têm elogiado a iniciativa.

Projetos esportivos

Antes, não havia viabilidade econômica para implantar determinados projetos esportivos em todas as subseções por falta de viabilidade econômica. “Com as aulas do Corrida Legal e demais projetos esportivos nas plataformas virtuais, foi possível atingir todos os advogados do Paraná. É um projeto que vai ficar”, afirmou Baracat.

Teleconsulta

Outra iniciativa implantada pela Caixa foi a teleconsulta. Nesse modelo, os médicos fazem atendimentos a um custo acessível e como se fosse em uma consulta presencial. Ou seja, os pacientes têm todo o prontuário médico que fica registrado no sistema e são emitidas as guias necessárias para exames.

Programa + Cuidado

Para atender os profissionais que enfrentaram dificuldades durante a pandemia, foi lançado o Programa + Cuidado, que disponibilizou R$ 1 milhão em recursos para amparar os advogados que estiverem em situação de vulnerabilidade. Além disso, também foi provido auxílio psicológico on-line, desta maneira profissionais de todas as regiões puderam ser atendidos.

“Alguns advogados estavam em situação grave e criamos esse auxílio com o apoio do Conselho Federal”, afirmou Baracat. Ele apontou que, conforme um levantamento feito pela Caixa, os perfis mais atendidos são mulheres, do interior e jovens.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *