Cartilha destaca a importância dos 21 dias de ativismo pelo fim da violência contra as mulheres

Desde sábado, dia 20/11, o Paraná vive os 21 Dias de ativismo pelo fim da violência contra as mulheres, campanha que segue até até 10 de dezembro, Dia Internacional dos Direitos Humanos. A OAB Paraná aborda o assunto e uma cartilha informativa sobre a importância do movimento para garantir a efetividade dos direitos humanos das mulheres. Trata-se de um documento que leva o conhecimento sobre esse tema não só para a advocacia como para toda a sociedade paranaense. A publicação traz alguns vieses das violências sofridas por mulheres e mostra a atuação da advocacia no combate ao preconceito e à discriminação, e na defesa de políticas públicas de inclusão e proteção.

A cartilha foi idealizada em 2020 pela presidente da Comissão da Mulher Advogada de Foz do Iguaçu e membro da comissão da seccional Adriana Vasconcellos Dandolini. A execução contou com a coordenação das advogadas Ana Luiza Manzochi, Mariana Lopes e Silvia Turra Grechinski. Participaram da elaboração do material as seguintes comissões: Mulher Advogada, Estudos sobre Violência de Gênero, Pacto Global, Igualdade Racial, Diversidade Sexual e de Gênero, Criança e Adolescente, Direitos Humanos, da Pessoa Idosa e da Pessoa com Deficiência.

Na Assembleia Legislativa do Paraná (Alep), um debate sobre violência política abriu a campanha nesta segunda-feira (22/11). Na audiência pública proposta pela procuradora da Mulher na Assembleia Legislativa, deputada Cristina Silvestri, destacou-se o fato de que as mulheres que compõem 52,5% do eleitorado ocupam apenas 15% das cadeiras legislativas. No Paraná, apenas 21 mulheres ocuparam uma das 54 cadeiras da Assembleia em mais de 160 anos de história.  Atualmente, a bancada feminina na Alep é integrada por cinco deputadas, o que representa menos de 10% das vagas.

Acesse aqui a cartilha 21 Anos de Ativismo pelo Fim das Violências contra as Mulheres

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *