OAB Paraná lança Portal de Fornecedores

Está no ar o Portal de Fornecedores da OAB Paraná. A plataforma foi criada com o objetivo de aprimorar os controles internos da seccional e, consequentemente, a transparência da gestão. O portal é fruto de um estudo sistemático elaborado pela Tesouraria da seccional visando o aperfeiçoamento do processo decisório na escolha dos seus fornecedores e pode ser acessado no menu  “Tesouraria”, na seção “Seja nosso fornecedor“, ou diretamente no banner “Seja nosso fornecedor”.

A plataforma conta com um software que possibilita a análise de vários fatores antes da contratação, tais como histórico da empresa, capacidade de fornecimento, regularidade fiscal, qualidade dos produtos, além da criação de mapas de cotação que permitem escolher a melhor configuração de proposta de compras, fornecendo comparações de custo.

O diretor tesoureiro da seccional Henrique Gaede enaltece a importância do portal, frisando tratar-se de um passo importante para o aprimoramento da transparência na instituição. “Além de dar a oportunidade para fornecedores participarem de uma forma mais ampla do processo da tomada de preços, a plataforma tem a finalidade de aprimorar a gestão de recursos”, afirmou.

Sobre o Portal

Os fornecedores interessados em vender devem fazer um cadastro no site da OAB Paraná (clique aqui), e quando houver necessidade de cotação são convidados a participar do processo licitatório. A gestão automatizada garante que apenas fornecedores com a documentação em dia possam participar de cotações.

O projeto de implantação da solução foi coordenado pela Controladoria da OAB/PR, em conjunto com os setores de Compras e de Tecnologia da Informação, atuando junto à empresa fornecedora na formatação do planejamento, detalhamento das atividades, execução do cronograma e capacitação técnica dos usuários do software.

“O Portal de Fornecedores tem como principais objetivos dar ainda mais transparência e rastreabilidade aos processos de compras da OAB Paraná, bem como obter ganhos operacionais nesses processos, buscando a significativa redução de papéis, eliminação de retrabalhos e/ou tarefas redundantes, além do melhor gerenciamento das aquisições de bens e serviços como um todo, liberando os envolvidos nas rotinas de compras para demandas mais estratégicas do que operacionais”, esclarece o Gerente de Controladoria Rogério Cesar de Oliveira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *