OAB participa de reunião com presidência e servidores do TRT sobre atendimento no balcão virtual

Representantes da OAB Paraná se reuniram na última semana com o presidente do Tribunal Regional do Trabalho do Paraná (TRT-PR), Sergio Murilo Rodrigues Lemos,  além dos juízes auxiliares da presidência Braulio Gusmao e Fabrício Nicolau dos Santos Nogueira, e diretores de secretarias das Varas para discutir o atendimento no balcão virtual. 

O presidente do TRT-PR destacou a necessidade de manter o atendimento virtual aberto, pelos canais de comunicação divulgados pelo Tribunal e também pelo balcão virtual, pois os advogados necessitam de informações e de orientações. “Construímos soluções desde março do ano passado, que permitiram a continuidade do funcionamento do Judiciário Trabalhista. Houve apoio dos servidores e dos magistrados, bem como da advocacia. Agora queremos ter o melhor balcão virtual, um balcão efetivamente aberto para atendimento ao público e aos advogados”, disse o presidente do TRT. 

O juiz Bráulio Gusmão destacou as novas funcionalidades do balcão virtual, que incluem o atendimento também durante o horário matutino, quando audiências estiverem sendo feitas, para que os advogados possam  reportar alguma dificuldade de ingresso nas salas. Gusmão informou, ainda, que foi criada a aeropauta,  um acompanhamento on- line da evolução das audiências quando estiverem sendo feitas e a possibilidade de, quando houver excesso de advogados no chat, ser convocado outro servidor para auxiliar no balcão. 

O presidente Cássio Telles ressaltou que o funcionamento da Justiça em ambiente virtual não é um problema, desde que haja atendimento aos advogados, como ocorria nos balcões das secretarias. “O ambiente virtual às vezes nos deixa perdidos, não sabemos se estamos na sala, se seremos chamados, se, eventualmente, o sinal caiu. É preciso que haja como recorrer a um canal de comunicação fácil e com atendimento imediato, pelas secretarias e salas de audiência e sessões, pois emergências podem acontecer, como, por exemplo, uma dificuldade com o equipamento ou mesmo com a internet”, frisou. 

“Atualmente, vemos que a maior aflição dos advogados é saber se efetivamente estão conectados, enquanto aguardam as audiências e as sessões. Cumprimentamos o TRT9 pela criação das novas funcionalidades do balcão virtual, pois o Tribunal sempre foi reconhecido pela excelência no atendimento nas secretarias, o que, esperamos, seja mantido também no ambiente virtual”, pontua Telles.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *