TJ-PR alerta que não pede dinheiro para a liberação de precatórios

O Tribunal de Justiça do Paraná faz um alerta e esclarece que não pede depósitos para a liberação de precatórios. Denúncias dão conta de que pessoas que aguardam o pagamento de precatórios estão sendo vítimas de golpistas, que se passam por funcionários do Tribunal ou dos escritórios de advocacia, pedindo depósitos para efetuar a liberação desses pagamentos. Confira no site do TJ-PR.

O presidente da Comissão de Precatórios da OAB Paraná, Paulo Henrique Berehulka, endossa o alerta: “Infelizmente, de fato, a Comissão tem recebido notícias de que malfeitores estão desenvolvendo essa narrativa e abordagem a credores de precatórios, se dizendo aptos a garantir celeridade no pagamento de créditos”, afirmou.

De acordo com o presidente da Comissão, as recentes notícias positivas sobre a liberação dos precatórios, como resultado de um esforço conjunto do governo do estado, Tribunal de Justiça e OAB, tem levado as pessoas a ter esperança em receber os seus créditos, e essa esperança acaba sendo a porta de entrada para que malfeitores, utilizando-se desse cenário, acabem aplicando golpes e pedindo dinheiro para a liberação de recursos ou documentos que seriam necessários.

“A OAB conclama aos jurisdicionados que sempre tratem desses temas com seus próprios advogados, afinal os precatórios têm origem num processo judicial e, por ser processo judicial, necessariamente tem um advogado envolvido. É obrigatória a participação desse advogado em qualquer circunstância que se refira às oportunidades de pagamento ou de cessão dos créditos dos credores”, esclarece Berehulka.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *